<img height="1" width="1" style="display:none" src="https://www.facebook.com/tr?id=122339528446832&amp;ev=PageView&amp;noscript=1">
   

Elas são duas das graduações mais antigas e tradicionais que existem. Em comum, desfrutam do fato de formarem profissionais essenciais para a existência de uma sociedade.

Seus bacharéis desfrutam de reconhecimento: é comum, inclusive, a existência de famílias que montam seus consultórios e a tradição vai se perpetuando a cada geração que conclui o curso superior.

Por isso mesmo, na hora de escolher o curso, muitos vestibulandos se deparam com uma dúvida clássica: Direito ou Medicina? Para ajudá-los a fazer uma escolha consciente, vamos apresentar brevemente essas duas profissões no post de hoje.

Depois, é só começar a procurar uma faculdade de Direito no RJ. Ou de Medicina, se você preferir!

Conheça um pouco melhor a Medicina

O médico é o profissional que se dedica a zelar pela saúde humana. Atende o paciente e faz um diagnóstico de seu estado, podendo prescrever um tratamento clínico ou cirúrgico. É seu dever atentar-se para a evolução do quadro, executando procedimentos de urgência e emergência sempre que necessário.

O campo de trabalho é amplo: o bacharel pode atuar como clínico geral ou então especializar-se em uma das diversas áreas, como pediatria, cardiologia ou gerontologia, por exemplo.

Muitos formandos acabam prestando concurso público – que tem a estabilidade financeira como um de seus principais atrativos – ou então montando o seu próprio consultório.

Para o exercício da medicina, é fundamental gostar do contato com pessoas. Ao longo do curso, várias disciplinas são da área de Biológicas e Exatas, uma vez que é preciso conhecer o funcionamento do organismo humano em detalhes, bem como os efeitos que as diversas substâncias produzem sobre o nosso corpo.

Conheça melhor a área de Direito

O bacharel em Direito, por sua vez, é o responsável por assegurar que as leis sejam respeitadas. Essa obediência é fundamental para preservar os direitos dos indivíduos, tornando possível a convivência em sociedade.

Como advogado, ele defende os interesses de uma das partes envolvidas em um processo. Como juiz, busca reunir elementos para dar um veredito sobre os casos que estão sob sua apreciação. Pode atuar ainda como delegado.

A exemplo dos médicos, o setor público ou a possibilidade de ter seu próprio consultório seduzem muitos bacharéis. Para se dar bem neste ofício, é necessária uma reconhecida capacidade de argumentação.

O domínio da legislação também é um requisito básico, uma vez que o profissional precisa conhecer a lei para decidir como agir em cada situação, encontrando brechas quando for o caso.

Que aspectos as duas carreiras têm em comum?

Se a sua preocupação é o fator financeiro, pare de ficar se perguntando quanto custa uma faculdade de direito no Rio de Janeiro: várias instituições oferecem bolsas de estudo e outras opções de financiamento. O mesmo vale para quem quiser cursar Medicina.

Além disso, muitos outros aspectos unem as duas carreiras: em média, ambas as graduações duram cerca de cinco anos. Após a conclusão da faculdade, são inúmeras as opções para quem deseja se especializar.

Continuar atualizando os conhecimentos, aliás, é quase uma missão de vida para ambos profissionais, já que tanto as técnicas da medicina quanto a interpretação da lei – e, por vezes, a própria lei – passam por constante aprimoramento.

Após o texto de hoje, você conseguiu tomar partido entre Direito ou Medicina? Compartilhe esse post em suas redes sociais para ajudar a outros jovens indecisos!

Topics: Direito, Medicina

Felipe Azevedo

Written by Felipe Azevedo

Recent Posts