BLOG UNIGRANRIO

Saiba mais sobre a UNIGRANRIO. Descubra porque investimos no futuro e inovamos tanto em ofertas de cursos, quanto em infraestrutura que apoia sua formação.

Todos os Posts

Branding e marketing digital

O branding é a gestão da percepção do público de uma marca, para que esta última esteja alinhada aos valores que a empresa quer passar. Isso engloba desde o logotipo até o que é falado sobre produtos e serviços nas redes sociais.

Por meio de um branding forte, é possível melhorar a percepção de valor dos consumidores, o que aumenta as vendas e a retenção dos clientes. Beneficia também a gestão de negócios e o RH, pois uma marca forte atrai mais talentos para o quadro de funcionários.

No post de hoje, vamos abordar esse conceito e ensinar como gerir uma marca por meio do marketing digital. Acompanhe!

Como aplicar o branding?

Para o trabalho de branding ser bem-feito, a marca deve se fundamentar em 6 pilares:

  1. Autenticidade: possuir valores facilmente identificáveis;

  2. Relevância: trazer mudança na vida do consumidor;

  3. Diferenciação: ser diferente do que há no mercado;

  4. Presença: estar presente nos lugares relevantes para seu cliente;

  5. Entendimento: ter uma história clara de origem;

  6. Consistência: ser coesa e atender às expectativas do consumidor.

Como aliar o branding ao marketing digital?

Apesar do conceito de branding ter nascido muito antes da internet, é possível adaptá-lo para os novos meios de comunicação, que crescem expressivamente na preferência dos brasileiros e influenciam cada vez mais na sua decisão de compra.

A seguir, vamos dar algumas dicas para você fazer a gestão da sua marca nos meios digitais e melhorar a percepção do seu público. Acompanhe!

Conheça seu público

Antes de mais nada, você precisa saber para quem está falando, afinal, como acertar na sua comunicação se não souber o que seu público gosta, não é mesmo? Por isso, é o momento de usar o marketing orientado a dados.

Questionários para conhecer melhor os clientes atuais, pesquisas do segmento, benchmarking com a concorrência para compreender como ela faz seu marketing digital e procurar entender, a fundo, quem tem o potencial de se interessar por seus produtos ou serviços.

A partir desse conhecimento, você pode entender melhor qual linguagem usar, quais canais investir, quais experiências proporcionar etc.

Crie sua identidade

Um dos principais pontos para se ter uma marca forte é a consistência, ou seja, tornar a marca reconhecível e coerente em todas as suas comunicações.

O objetivo é que o consumidor, ao bater o olho em uma peça, post do Facebook ou vídeo, reconheça imediatamente quem está falando e sinta uma identificação.

Para tornar sua marca reconhecível prontamente, em todas as suas comunicações, é importante criar uma identidade, em que serão definidos as cores da empresa, o logo e suas aplicações, a linguagem a ser utilizada, o estilo das postagens, vídeos e anúncios. É importante registrar tudo isso em um manual da marca, para consultas futuras.

Escolha os canais

Uma vez que você tem seu público e a identidade de sua marca definidos, é hora de se posicionar: com base nos estudos que você fez do seu público, defina quais são os melhores canais de marketing digital para marcar presença.

Dessa forma, você evita perder tempo e recursos com redes sociais e plataformas que não vão influenciar os resultados da empresa.

Não se esqueça, ao criar as comunicações da marca, de sempre conferir o manual que você construiu e manter sua coerência: ela é um dos principais fatores de construção de um branding forte e efetivo.

Que tal descobrir outras oportunidades que o marketing digital traz? Conheça agora a Pós-Graduação em Marketing da Unigranrio!

Posts Relacionados

Tem dúvida sobre como preencher o seu Imposto de Renda?

Os alunos do curso de Ciências Contábeis irão prestar atendimento gratuito à comunidade para o preenchimento do IRPF. A ação irá ocorrer aos sábados, entre os dias 14/03 e 25/04, das 9h às 13h, nos campi Duque de Caxias, São João de Meriti, Lapa, Carioca e Nova Iguaçu.

Profissional de Educação Física, o que você tem feito para reter clientes?

O mercado do profissional de Educação Física é um dos mais amplos que existe, afinal, atuamos com o ser humano desde antes de seu nascimento – no rebote dos benefícios produzidos no atendimento à gestante, com exercícios que irão prepará-la para o parto e facilitar a sua recuperação –, até a idade mais avançada, contribuindo para a autonomia, o combate de doenças crônico-degenerativas e a manutenção dos níveis de qualidade de vida.

O novo Coronavírus: O Biomédico em situações de emergência em saúde pública

O Coronavírus é um grupo de vírus comum entre os animais e, ocasionalmente, pode ser transmitido a seres humanos, por isso, é considerado zoonótico. A maioria das infecções em humanos é causada por sorotipos de baixa patogenicidade (229E, NL63, OC43 e HKU1), levando ao desenvolvimento de sintomas semelhantes ao resfriado, podendo causar infecções graves em idosos e crianças. Outros dois tipos virais, altamente patogênicos, já tiveram destaques epidemiológicos, o SARS-CoV (causador da Síndrome Respiratória Aguda Grave) e MERS-CoV (causador da Síndrome Respiratória do Oriente Médio).