<img height="1" width="1" style="display:none" src="https://www.facebook.com/tr?id=122339528446832&amp;ev=PageView&amp;noscript=1">

BLOG UNIGRANRIO

Saiba mais sobre a UNIGRANRIO. Descubra porque investimos no futuro e inovamos tanto em ofertas de cursos, quanto em infraestrutura que apoia sua formação.

Todos os Posts

Carreira pública: qual pós-graduação é ideal para ser concursado?

Passar em um concurso é vencer uma série de desafios: as vagas são poucas e muito concorridas, nem sempre o cargo desejado está aberto em seu estado e ainda é preciso esperar para a tão sonhada nomeação. Mas é claro que tudo isso vale a pena para quem deseja crescer na carreira pública, principalmente pela estabilidade, pela boa remuneração e, em muitos casos, pelo plano de carreira.

Além de muito estudo e dedicação, o ingresso na carreira pública também depende de qualificação. No entanto, ao contrário do que se imagina, não se trata apenas de ser graduado. Servidores também precisam sair do lugar-comum e investir em programas de pós. Um bom exemplo é o tema do nosso post de hoje: a pós-graduação em Gestão Pública. Conheça!carreira-publica-qual-posgraduacao-e-ideal-para-ser-concursado

O que é a pós-graduação em Gestão Pública?

A pós-graduação em Gestão Pública é um curso criado para qualificar profissionais que atuam em órgãos estatais, desejam ingressar na carreira pública ou trabalham em setores com grande proximidade com organismos governamentais.

A pós é um grande diferencial, por exemplo, para quem deseja se tornar político. Também é recomendada para concursados (ou futuros concursados) que desejam receber uma boa carga teórica e técnica sobre questões importantes do setor.

Durante o curso, os estudantes desenvolvem a capacidade de fazer análises, estudos e pesquisas referentes à implementação de políticas públicas tanto na esfera regional quanto no âmbito nacional. Com esse conhecimento, conseguem formular e avaliar planos e programas de governo com o objetivo de melhorar a vida de todos os brasileiros.

Como é o programa de um curso de Gestão Pública?

Os cursos de Gestão Pública são bastante similares aos de Administração. A diferença é que, enquanto os segundos são voltados para quem deseja trabalhar em empresas tradicionais, os primeiros são adaptados para a realidade, o contexto e as necessidades do trabalho em uma carreira pública.

Optando por esse caminho, portanto, o profissional recebe informações que buscam objetivos comuns a qualquer tipo de administração: ferramentas, metodologias e técnicas para melhorar o aproveitamento de recursos financeiros e materiais, bem como para aprimorar a gestão de pessoas e do tempo.

Nesse curso também são aprendidos conceitos vindos de áreas diversas, como Geografia e Ciências Sociais, para que o profissional entenda as complexidades da atuação pública e consiga desenvolver ou monitorar ações éticas e com responsabilidade social e ambiental.

Também são abordados temas ligados à Comunicação Social, principalmente para aprimorar o contato do profissional inserido na carreira pública com agentes políticos, empresas e comunidades.

Dito isso, seguem os principais pontos que devem ser abordados em uma pós de Gestão Pública:

  • desenvolvimento do aparelho de estado;
  • relações públicas e comunitárias;
  • adoção de novas tecnologias de informação e comunicações;
  • sistematização de controles administrativos e financeiros;
  • alinhamento estratégico e operacional de planos, programas e projetos de governo;
  • desenvolvimento de planos de governo.

Por que cursar uma pós em Gestão Pública?

Ao menos por parte da população, o setor público ainda é encarado como uma área estéril, sem inovação ou vontade de crescimento. A realidade, no entanto, é um pouco diferente.

Embora ainda exista bastante burocracia, os órgãos públicos desenvolvem continuamente novas pesquisas e executam programas considerados inovadores. Nesse contexto, não adianta apenas ser aprovado em um concurso e acreditar que a ascensão profissional virá naturalmente. O servidor público também precisa se diferenciar alcançar postos mais altos e, claro, gerar impactos positivos para a sociedade.

Investir em qualificação constante, portanto, deve ser obrigação também desses profissionais! Pois aí entra a pós em Gestão Pública, que traz uma série de vantagens para o setor — como mostraremos a seguir.

Flexibilidade

Qualificar é importante, mas exige investimento. E não estamos falando apenas de dinheiro, mas também de tempo. Por isso, muitas pessoas ainda hesitam antes de procurar uma pós. Afinal, com dias tão corridos, pode ficar complicado encontrar brechas para estudar.

A boa notícia é que existem cursos de pós-graduação em Gestão Pública com grades mais flexíveis, mas sem perder qualidade. O ensino a distância ou mesmo uma grade com aulas noturnas, em dias alternados ou em finais de semana, ajuda a solucionar esse entrave, permitindo que os alunos trabalhem e estudem sem prejuízo de qualquer atividade.

Conhecimento técnico

Como falamos, o curso de pós-graduação em Gestão Pública dá aos alunos acesso ao conhecimento proveniente de diversas áreas, desde Administração até Comunicação Social. O ganho técnico, portanto, é evidente e pode ser utilizado no dia a dia, tornando o concursado mais produtivo e preciso, aumentando assim suas chances de ascensão.

Também é uma boa oportunidade para profissionais de outras áreas que entenderam que a carreira pública exige conhecimentos específicos. Um enfermeiro, por exemplo, ao passar em um concurso, pode ter que exercer funções administrativas e burocráticas, algo que claramente não era o foco da sua graduação.

Networking

Cursos de pós-graduação têm um fator de interesse especial: eles atraem alunos de vários perfis e com experiências de vida bem diferentes. Assim, a troca de conhecimento é acelerada, bem como a de contatos. Nesse meio, médicos têm contato com jornalistas, jornalistas com engenheiros e assim por diante.

Uma rede de contatos não pode ser subestimada na carreira pública. Afinal, ela permite que o profissional aumente sua visão sobre a própria profissão e ainda tenha oportunidade de criar laços com outras áreas. No futuro, isso facilitará trabalhos integrados e até mesmo o planejamento de ações globais ousadas.

Oportunidade de ascensão

Quem já fez ou está pensando em fazer um concurso público sabe que nem tudo se resume à prova de múltipla escolha. Uma etapa importante presente em uma grande quantidade de processos é a chamada avaliação de títulos. Aqui, a conta é bem simples: quem é mais qualificado ganha mais pontos e, portanto, tem mais chances de passar.

Mas isso não é válido somente para a entrada na carreira pública, viu? Existem concursos internos para a promoção ou mesmo a solicitação de mudança de área que podem incluir essa etapa. Um nativo do Rio de Janeiro pode, por exemplo, prestar concurso para um cargo em outro estado, com a expectativa de pedir uma transferência futura.

Pois a ordem de prioridade para esse tipo de processo também leva em conta as pontuações nas provas e etapas, podendo englobar novamente a avaliação de títulos.

Quer receber mais informações para melhorar a sua vida profissional, seja na carreira pública ou na iniciativa privada? Então assine a nossa newsletter gratuitamente e receba as novidades do blog em primeira mão!

Leia mais: Gestão Pública: saiba como esse curso é importante para o nosso país!

Nova call to action

Posts Relacionados

Diferenciais do curso de Gestão Financeira a distância

Uma rotina corrida impede que você tenha tempo e energia para realizar uma faculdade presencial? Ou o lado econômico pesa bastante na escolha de uma universidade? O curso de Gestão Financeira a distância pode ser uma excelente opção para você!

Marketing orientado a dados: onde a TI se encaixa?

O marketing orientado a dados busca a geração de valor para uma marca ou produto por meio de ações baseadas na análise de informações. Essa é uma estratégia clássica, mas que ganhou nova força graças ao incremento na capacidade de obter e processar de dados. É aí que entra a TI.

O que diferencia a formação em Letras - Português?

As oportunidades para quem decide se matricular em uma Faculdade de Letras são inúmeras. Ao longo do curso, o estudante aprende a conhecer a estrutura de uma língua, bem como as transformações pelas quais ela passa, como, por exemplo, o caso do Novo Acordo Ortográfico.