<img height="1" width="1" style="display:none" src="https://www.facebook.com/tr?id=122339528446832&amp;ev=PageView&amp;noscript=1">

BLOG UNIGRANRIO

Saiba mais sobre a UNIGRANRIO. Descubra porque investimos no futuro e inovamos tanto em ofertas de cursos, quanto em infraestrutura que apoia sua formação.

Todos os Posts

Perfil pedagogo: você foi feito para a pedagogia?

A Pedagogia é a área do conhecimento que abarca os processos de ensino e aprendizagem.

Os cursos de graduação nessa área preparam os profissionais para atuarem em diversos segmentos do mercado, que vão muito além da sala de aula, mas sempre voltados para a aquisição de conhecimento e formação humana.

No post de hoje, você vai conhecer um pouco mais sobre o que faz um pedagogo, quais são suas possibilidades de atuação e qual é o perfil do profissional de pedagogia. Continue com a leitura e saiba mais!

pedagogo-1

O que faz um pedagogo?

O profissional de Pedagogia atuará diretamente na formação acadêmica e humana dos alunos, seja trabalhando como professor, gestor escolar, pesquisador ou coordenador.

O egresso de uma faculdade de pedagogia EAD estará habilitado a  dar aula para alunos da Educação Infantil e Ensino Fundamental, além de outros cargos dentro das instituições de ensino tradicionais.

Mas a atuação profissional do pedagogo vai além do ambiente escolar. Ele também encontra oportunidades no mercado de produção de material didático, em empresas que necessitem de coordenação para treinamentos, em ONGs e órgãos públicos, dentre outras possibilidades.

Qual é o perfil do profissional de pedagogia?

Abaixo, listamos algumas das características essenciais para se destacar na profissão. Descubra se você se encaixa no perfil do pedagogo:

Gosto por aprender e ensinar

Aprender e ensinar são uma via de mão dupla, tanto para o aluno quanto para o professor.

Para ensinar, o professor precisa, antes de mais nada, estudar e aprender. Mas o aprendizado não se limita ao momento de preparar as aulas: o próprio ato de mediar o processo de aprendizagem contribui para a formação do próprio professor.

Além disso, lidar com os processos de aquisição de conhecimento dos alunos em sala de aula também pode trazer verdadeiras lições que vão muito além do âmbito profissional.

Boa comunicação e empatia

A boa comunicação implica tanto em saber transmitir informações de forma clara — seja pela fala ou pela escrita — quanto em saber ouvir.

Vale lembrar que o ato de ensinar vai além de ministrar aulas, ele passa também pelo lugar de escuta.

O pedagogo precisa ter empatia para ouvir e compreender as necessidades dos alunos e, então, atuar como um mentor, orientando-o em seu caminho de autoconstrução acadêmica e humana.

Vontade de transformar a sociedade

Quem tem verdadeiro amor pela profissão de pedagogo acredita que a educação é a chave para promover verdadeiras transformações sociais.

Isso pode parecer muito utópico. Mas  a certeza que move os educadores todos os dias é crer que as pequenas ações dentro de sala de aula podem gerar mudanças positivas no mundo, por meio da formação humana de cada aluno.

Criatividade e curiosidade

A curiosidade é o combustível que faz com que o pedagogo se mantenha sempre em movimento, aprendendo e descobrindo novos conteúdos e maneiras de ensinar.

A criatividade, por sua vez, é o que possibilita que os frutos dessa curiosidade sejam usados de forma inovadora, por meio de novas técnicas, atividades e metodologias de ensino.

Juntas, todas essas características fazem com que o pedagogo encontre o seu diferencial e se torne um bom profissional.

Agora que você já sabe o que é Pedagogia e o que faz um pedagogo, aproveite para conhecer mais sobre a faculdade de Pedagogia EAD da Unigranrio na página do curso!

PEDAGOGIA

Leia também: Como identificar a melhor faculdade a distância para você

Felipe Rios
Felipe Rios
Felipe Rios

Posts Relacionados

Faculdade e vida social: você consegue equilibrar?

Aproveitar a vida e sair com os amigos é sempre muito bom. Na juventude então, essa parece ser a única realidade que vale a pena, não é mesmo? O detalhe é que, com o término do Ensino Médio, logo chegam as responsabilidades do mundo adulto. Nesse momento costuma parecer que conciliar a faculdade e a vida social é simplesmente impossível. Surge aí a dúvida cruel: curso superior e diversão com os amigos são atividades compatíveis?

Trabalho em dupla: como não perder a cabeça em atividades em grupo?

Seja para concluir uma tarefa ou fazer uma prova em sala de aula, produzir um artigo científico ou elaborar um projeto como dever de casa, é extremamente comum ter que fazer trabalho em dupla durante a faculdade. E essa é uma ótima oportunidade, uma vez que 2 cabeças pensam melhor, sem contar que essa é sempre uma chance para interagir com os colegas, atuar em equipe, desenvolver novas habilidades e ter contato com outras visões de mundo. Normalmente, o resultado é bem mais rico.

Faculdade de história: o que você aprende no curso?

História é a área do conhecimento que estuda e analisa criticamente o processo histórico da sociedade considerando aspectos sociais, políticos, culturais, econômicos e religiosos em determinado tempo, espaço ou comunidade.