<img height="1" width="1" style="display:none" src="https://www.facebook.com/tr?id=122339528446832&amp;ev=PageView&amp;noscript=1">

BLOG UNIGRANRIO

Saiba mais sobre a UNIGRANRIO. Descubra porque investimos no futuro e inovamos tanto em ofertas de cursos, quanto em infraestrutura que apoia sua formação.

Todos os Posts

Por que você precisa de aulas práticas na universidade?

Desde o comecinho da graduação, os estudantes anseiam pelas aulas práticas na universidade. Para chegar até elas, no entanto, é preciso percorrer um caminho considerável, repleto de conhecimentos a adquirir. A boa notícia é que, atualmente, cada vez mais universidades têm procurado manter um equilíbrio entre teoria e prática nas grades curriculares, a fim de preparar os alunos de uma forma mais completa.

Se você está na universidade ou pretende entrar para uma em breve, veja agora mesmo por que precisa ter aulas práticas, além de conhecer algumas iniciativas criadas por instituições para transformar essa ideia em realidade!

por-que-voce-precisa-de-aulas-praticas-na-universidade

A necessidade de aulas práticas na universidade

A aula prática facilita o aprendizado, na medida em que torna o conhecimento teórico uma realidade mais próxima do aluno. É o momento de assimilar melhor as informações adquiridas. Em sua maioria, os conceitos apresentados nas aulas teóricas são abstratos. Por isso, podem ser mais bem desenvolvidos por meio das atividades práticas.

Esses momentos oferecem aos alunos a oportunidade de realmente vivenciar o que foi estudado. Esse tipo de trabalho possibilita o envolvimento em equipes e o desenvolvimento de senso crítico, com os estudantes sendo sempre incentivados a levantar questionamentos e hipóteses. Para isso, as instituições devem oferecer os devidos recursos e apostar em um planejamento cuidadoso.

Um outro benefício que as aulas práticas trazem diz respeito à facilitação do relacionamento entre os colegas de classe e, em alguns casos, até de outros cursos. Obviamente, isso gera um intercâmbio riquíssimo de informações e experiências. Sem contar que, seja qual for o curso, as aulas práticas criam uma maior intimidade com equipamentos e pacientes.

As iniciativas para reforçar a prática no ensino

As universidades estão levando cada vez mais a sério a implantação da prática no ensino superior. Como a Unigranrio faz parte desse movimento, vamos conhecer algumas de suas iniciativas!

Utilização do Google

A parceria entre a universidade e o Google familiariza os estudantes com essa importante ferramenta, além de ser um meio de comunicação com coordenadores e professores. Assim, é possível organizar tarefas e acessar materiais didáticos, como videoaulas, com muito mais facilidade.

Projetos de extensão

O programa de extensão consiste em um grupo de projetos e ações dentro da pesquisa e do ensino. É ideal para aqueles que buscam conhecimentos específicos e atualização de uma forma mais rápida. Aí está um excelente diferencial para acrescentar no currículo!

Internacionalização

Essa iniciativa estabelece parcerias com entidades de diversos países, ampliando as possibilidades de formação tanto de alunos quanto de professores. Para participar do programa, alguns dos requisitos necessários são:

  • ser aluno regularmente matriculado em cursos de graduação da Unigranrio;
  • ter concluído pelo menos 20% dos créditos no momento da candidatura;
  • cursar, após o término da mobilidade, pelo menos 1 semestre acadêmico na Unigranrio para integralização do curso.

Estágio

O estágio é o momento de colocar em prática aquilo que foi aprendido, inserindo-se mais facilmente no mercado de trabalho e ainda verificando se o curso escolhido é mesmo o ideal. A maioria dos cursos oferecidos na graduação exigem que os alunos façam um determinado período de estágio como parte da formação. Pois a Unigranrio disponibiliza um portal dedicado exclusivamente às oportunidades do estado.

As formas de colocar o aprendizado em prática

Estágio voluntário

Quem acha que estágio é sempre remunerado está enganado. É preciso lembrar que, para um universitário, o conhecimento é o que mais vale durante os anos de faculdade. Por isso, abrir-se para oportunidades de estágio voluntário também é uma ótima ideia.

Trabalho freelancer

Os trabalhos temporários são ótimas oportunidades para colocar em prática o conhecimento e ainda ganhar uma grana extra. Geralmente, não demandam vínculo empregatício ou formação superior completa, o que significa que basta ter talento para executar a tarefa.

Hoje em dia, é possível ser freelancer em diversas áreas, como tradução, design, produção de texto, arquitetura e por aí vai. Uma das grandes vantagens desse modelo de trabalho para o universitário é que não existe burocracia envolvida para se candidatar aos serviços. Que tal então começar logo?

Iniciação científica

As universidades são ambientes que valorizam o conhecimento científico. Afinal, por lá é que surgirão novos mestres, doutores e pesquisadores. E quem quer investir no meio acadêmico já pode participar de projetos de iniciação científica durante a graduação, muitas vezes contando inclusive com bolsas. Para encontrar tais oportunidades, converse com os professores e pesquise no seu meio.

Monitoria em disciplina

A monitoria é uma ótima oportunidade de aplicar a teoria na prática. Basicamente, um monitor é um aluno com bom desempenho na disciplina em questão, que se disponibiliza a passar seu conhecimento para outros. Além de pagar bolsa, a monitoria é uma chance para avaliar se você tem talento para trabalhar como professor.

Projetos próprios

Ainda na faculdade, muitos estudantes elaboram projetos como forma de testar seus conhecimentos. E é claro que alguns podem sim ter sucesso, sendo levados até o mercado — como é o caso do Facebook. Se você tem uma ideia promissora, por que não tirá-la do papel? Formar uma equipe com outros estudantes pode ser uma boa pedida para o projeto alavancar mais rápido.

Em uma sociedade cujo mercado é altamente competitivo, as instituições de ensino superior enfrentam o desafio de melhorar constantemente sua qualidade e, consequentemente, a qualidade dos profissionais formados ali. Durante a trajetória de avanços, percebeu-se que a prática é tão importante quanto a teoria. Hoje, são muitas as possibilidades de implementar as aulas práticas ao ensino, com visitas, aulas em laboratórios, familiarização com equipamentos e assim por diante.

As aulas práticas na universidade dão uma ideia de como será o cotidiano profissional, o que ajuda na tomada de decisão. Se você cursa uma faculdade, procure se informar a respeito dessas aulas e ainda sobre maneiras alternativas de colocar em prática tudo o que aprendeu.

Certamente, essa atitude o tornará um melhor profissional em vários aspectos, como no trabalho em equipe e no desenvolvimento de habilidades específicas, a fim de se capacitar para enfrentar os desafios diários sem dor de cabeça.

E aí, o que você achou deste texto sobre aulas práticas na universidade? Aproveite para assinar a nossa newsletter e se manter informado, recebendo nossas atualizações diretamente na sua caixa de entrada! 

Nova call to action

Posts Relacionados

Faculdade de Farmácia: saiba mais sobre essa formação!

Você está pensando em buscar um curso de Farmácia, mas ainda não sabe o bastante sobre essa graduação? Saber o que esperar no decorrer da formação profissional, assim como conhecer a situação do mercado é importante para qualquer estudante prestes a ingressar no Ensino Superior.

Engenharia Química: salário e mercado no Brasil

Já dizia uma célebre frase que “nada se cria, tudo se transforma”. A Engenharia Química é a ciência que se dedica ao estudo dos processos que alteram as características físico-químicas das matérias-primas para que elas se transformem nos mais diversos produtos.

O que faz um engenheiro de produção?

Um segmento destacou-se nos últimos anos pela alta procura no vestibular e pelas boas perspectivas de empregabilidade: a Engenharia de Produção. Apesar de ter ficado conhecido entre os estudantes, poucos sabem de fato o que é Engenharia de Produção e o que o engenheiro de produção faz.