BLOG UNIGRANRIO

Saiba mais sobre a UNIGRANRIO. Descubra porque investimos no futuro e inovamos tanto em ofertas de cursos, quanto em infraestrutura que apoia sua formação.

Todos os Posts

Clínica de Traumatismo Dentário e Núcleo de Acolhimento de Minorias, Mulheres e População LGBTQIA+

Episódios de traumatismo dentário são frequentes no cotidiano. A face é uma região corporal bem exposta a lesões de acidentes. Traumas dentários são considerados problemas de saúde pública, lado a lado com doenças orais, como cárie e câncer bucal (Almeida et al., 2020), sendo ainda, condições de urgência verdadeira nos atendimentos odontológicos (POST et al., 2021).

É de suma importância relatar os episódios de violência física, principalmente em pacientes vulneráveis e vítimas de preconceitos, assim como durante episódios de violência doméstica e homofobia. Juntamente com os danos físicos, as vítimas são afetadas em diferentes aspectos, como o psicológico, desenvolvendo problemas de autoestima, devido à estética prejudicada, e o social, representado pela dificuldade em se reposicionar profissionalmente com uma estética oral fortemente desfavorecida pelo histórico traumático. 

A violência contra a mulher é uma das mais conhecidas e comentadas, principalmente quando se trata de quadros dentro de seus próprios lares. E trazendo alguns dados, cerca de 20 milhões de brasileiros e brasileiras se identificam como LGBTQIA+ (de acordo com a Associação Brasileira de Gays, Lésbicas, Bissexuais, Travestis e Transexuais – ABGLT).

Segundo pesquisa da Organização Mídia e Gênero, com apoio da Fundação Ford, mais de 90% desta população concorda que existe um crescente aumento nos casos de violência contra esses indivíduos. Nesse âmbito, é importante a atuação de profissionais qualificados para atendimento a esse público, como médicos, dentistas, psicólogos, advogados e assistentes sociais, dentre outros.

Em forma de projeto de iniciação científica e extensão, o Programa de Pós-graduação em Odontologia, a Graduação em Odontologia e o Núcleo Multidisciplinar de Atendimento à Mulher (FONAM), ambos da Unigranrio Afya, instituíram a Clínica de Traumatismo Dentário e Núcleo de Acolhimento de Minorias, Mulheres e População LGBTQIA+, com histórico de agressão orofacial. Os alunos atuarão nas resoluções de casos, cooperando com o Núcleo de Práticas Jurídicas.

Os atendimentos serão gratuitos e realizados na Policlínica Odontológica: Rua Professor José de Souza Herdy, 1160. 25 de agosto – Duque de Caxias.

Telefone para agendamento: 2677-7744.



 

Posts Relacionados

Clínica de Traumatismo Dentário e Núcleo de Acolhimento de Minorias, Mulheres e População LGBTQIA+

Episódios de traumatismo dentário são frequentes no cotidiano. A face é uma região corporal bem exposta a lesões de acidentes. Traumas dentários são considerados problemas de saúde pública, lado a lado com doenças orais, como cárie e câncer bucal (Almeida et al., 2020), sendo ainda, condições de urgência verdadeira nos atendimentos odontológicos (POST et al., 2021).

Curso de Direito participa do 150º Período Ordinário de Sessões da Corte IDH

Entre 22 e 27 de agosto, a Corte Interamericana de Direitos Humanos se reuniu em Brasília para o 150º Período Ordinário de Sessões. Houveram 4 audiências públicas no Superior Tribunal de Justiça (STJ) de casos envolvendo Equador, Argentina, Peru e México.

Coordenação do NAPED participa do Evento STHEM Brasil

Ensinar não é uma tarefa fácil. O professor instrui, corrige, apresenta caminhos e possibilidades. E para realizar essa tarefa, é necessário aprender a ensinar. O Núcleo de Apoio Pedagógico e Experiência Docente da Unigranrio Afya (NAPED), tem como objetivo geral contribuir para que a ação pedagógica se torne mais significativa apoiada em ferramentas teórico-práticas que possibilitem aos professores pensar suas experiências vividas como sujeitos da educação, como profissionais responsáveis pela formação de outros profissionais.