<img height="1" width="1" style="display:none" src="https://www.facebook.com/tr?id=122339528446832&amp;ev=PageView&amp;noscript=1">

BLOG UNIGRANRIO

Saiba mais sobre a UNIGRANRIO. Descubra porque investimos no futuro e inovamos tanto em ofertas de cursos, quanto em infraestrutura que apoia sua formação.

Todos os Posts

Faculdade de Teologia - Unigranrio

Ao pensar no curso superior a fazer e na carreira a seguir, nem todo mundo se lembra da possibilidade de ingressar em uma faculdade de Teologia. Mas sabia que essa pode ser uma graduação muito interessante por conta de seu conteúdo e das opções de atuação que possibilita?

Se você quer conhecer um pouco mais sobre essa alternativa, basta continuar lendo! Separamos aqui algumas informações importantes sobre esse campo do conhecimento que você talvez ainda não conheça. Confira!

faculdade-de-teologia-conheca-o-curso-e-veja-que-tipo-de-carreira-voce-pode-seguir

Como é o curso de Teologia?

Antes de mais nada, vamos esclarecer que, como o curso de Teologia é reconhecido pelo Ministério da Educação (MEC), oferece ao graduado todas as vantagens proporcionadas aos demais cursos superiores — como a chance de fazer uma pós-graduação e atuar como professor universitário, por exemplo. Muitos podem pensar que, por ser uma área bastante específica, tem uma atuação limitada. Mas, felizmente, a realidade não é bem essa.

O curso de Teologia tem uma carga tão extensa quanto a da maioria das outras graduações, alcançando um total de 2900 horas cumpridas em um prazo de 4 anos. Geralmente, a divisão desse tempo se dá pela seguinte forma:

  • 2500 horas dedicadas a questões teorias e práticas, por meio de disciplinas obrigatórias e optativas;
  • 200 horas reservadas para atividades extras, que complementam a formação do graduando;
  • outras 200 horas para a realização de estágio supervisionado.

Vale lembrar que esses são os requisitos mínimos do curso em relação à carga horária, podendo se estender para além disso. As disciplinas cursadas são bastante ligadas às áreas da Filosofia e História, incluindo matérias como Ciências da Religião, Sociologia da Religião, História da Religião e Teologia Sistemática.

Além disso, boa parte dos cursos se debruçam mais sobre o cristianismo, envolvendo matérias como Ética Cristã, Geografia Bíblica, Hebraico, Disciplinas Cristãs, Exegese e demais temas relacionados diretamente a esse universo.

Para concluir esse panorama inicial sobre o curso de Teologia, devemos lembrar que ele pode ser realizado tanto na modalidade presencial quanto a distância. Agora prossiga com a leitura para entender o perfil do estudante de Teologia!

Quem faz o curso de Teologia?

Ao pensarmos sobre o perfil dos estudantes do curso de Teologia, a resposta mais clichê é: quem quer se tornar padre ou pastor. Mas não é porque é clichê que está certo, ok? Na verdade, quaisquer pessoas interessadas em religião de forma geral podem ter o desejo de estudar mais a fundo esse universo. Até porque essa faculdade não é doutrinária. Traduzindo: você não precisa ser adepto de determinado culto para estudar esse campo do conhecimento.

Por ser uma ciência, fazendo parte de um estudo objetivo sobre um tema específico, não é preciso adotar crenças ou reafirmar dogmas para se graduar. Sendo assim, quem faz o curso de Teologia pode ser desde alguém interessado em aprofundar seus saberes sobre a história das religiões e sua expansão por diferentes partes do mundo como aquelas pessoas que usarão esses estudos para ministrar cultos em igrejas e demais agremiações religiosas.

Quer ingressar nessa faculdade, mas não tem como objetivo seguir uma trajetória doutrinária? Tudo bem! Aliás, as variadas possibilidades de atuação de um teólogo comprovam que essa questão vai muito além do que o senso comum pode enxergar. E é sobre isso que falaremos no próximo tópico. Continue lendo para aprender mais!

Quais as áreas de atuação para um teólogo?

Um teólogo é um profissional gabaritado não só para falar de religião como também para coordenar cultos, organizações eclesiásticas e fundamentar toda a prática a partir de argumentos embasados em fatos históricos, com profundo conhecimento das tradições litúrgicas.

Posto dessa maneira, pode parecer que o teólogo está fadado a atuar apenas em igrejas e pequenas comunidades, não concorda? Na verdade, porém, suas possibilidades de trabalho ultrapassam essas áreas. Esse profissional pode, por exemplo:

  • coordenar projetos em ONGs que se pautam por valores religiosos no desenvolvimento de seu trabalho;
  • lecionar em escolas públicas ou particulares de orientação cristã — algo bastante comum no Brasil;
  • trabalhar como docente em universidades que preservam disciplinas religiosas em sua grade curricular;
  • tornar-se professor universitário da própria área de Teologia, vindo a ser um docente que formará futuros teólogos;
  • prestar consultoria a centros religiosos, a fim de contribuir para sua organização, para a realização dos cultos e para a elaboração de cursos;
  • tornar-se um estudioso do tema, desenvolvendo pesquisas na área por meio de bolsas acadêmicas e outras formas de trabalho.

Optando por essa graduação, você pode trabalhar em diversas áreas e contribuir para grandes projetos ligados à assistência social e ao desenvolvimento de centros religiosos, bem como pode desenvolver carreira docente e pesquisa acadêmica.

Quanto esse profissional pode ganhar?

Vamos começar pelos salários mais básicos, como o de professor de escola pública, que em média 1.500 reais para trabalhar com ensino religioso. Em escolas particulares, ambientes em que a hora-aula costuma ser mais valorizada, esse montante pode mudar de figura, com o salário ultrapassando os 2 mil reais.

Agora vamos considerar a coordenação de um projeto em uma ONG de médio ou grande porte. A média salarial nesses trabalhos não costuma ficar abaixo dos 3 mil reais, havendo casos em que um profissional nesse cargo ganha mais de 6 mil. Bastante atrativo, não acha?

Pense agora na carreira como professor universitário, que tem um valor de hora-aula muito maior que no Ensino Fundamental e no Ensino Médio. Chegando ao nível do doutorado, por exemplo, não é raro um profissional desse porte ter um salário que ultrapasse os 10 mil reais.

A verdade é que não é necessariamente a área em que decide atuar que definirá se ganhará bem ou não, mas sim uma série de outros fatores, como sua própria paixão pelo que faz, seu empenho no dia a dia e as estratégias que cria para chegar onde quer. Animado para percorrer esse caminho?

Por fim, se gostou de conhecer como é a faculdade de Teologia e que tipo de carreira pode seguir a partir daí, aproveite para conhecer melhor nossa instituição e entender como nosso curso pode atender a seus interesses!

INSCREVA-SE!

Leia também: Já pensou em fazer faculdade de Teologia? Saiba mais sobre esse curso!

Posts Relacionados

Faculdade e vida social: você consegue equilibrar?

Aproveitar a vida e sair com os amigos é sempre muito bom. Na juventude então, essa parece ser a única realidade que vale a pena, não é mesmo? O detalhe é que, com o término do Ensino Médio, logo chegam as responsabilidades do mundo adulto. Nesse momento costuma parecer que conciliar a faculdade e a vida social é simplesmente impossível. Surge aí a dúvida cruel: curso superior e diversão com os amigos são atividades compatíveis?

Trabalho em dupla: como não perder a cabeça em atividades em grupo?

Seja para concluir uma tarefa ou fazer uma prova em sala de aula, produzir um artigo científico ou elaborar um projeto como dever de casa, é extremamente comum ter que fazer trabalho em dupla durante a faculdade. E essa é uma ótima oportunidade, uma vez que 2 cabeças pensam melhor, sem contar que essa é sempre uma chance para interagir com os colegas, atuar em equipe, desenvolver novas habilidades e ter contato com outras visões de mundo. Normalmente, o resultado é bem mais rico.

Faculdade de história: o que você aprende no curso?

História é a área do conhecimento que estuda e analisa criticamente o processo histórico da sociedade considerando aspectos sociais, políticos, culturais, econômicos e religiosos em determinado tempo, espaço ou comunidade.