BLOG UNIGRANRIO

Saiba mais sobre a UNIGRANRIO. Descubra porque investimos no futuro e inovamos tanto em ofertas de cursos, quanto em infraestrutura que apoia sua formação.

Todos os Posts

Teste vocacional para a faculdade: funciona mesmo ou não?

A gama variada de cursos superiores disponíveis no mercado pode deixar muita gente na dúvida no momento de escolher a faculdade. Em meio a esse dilema, o teste vocacional se torna uma excelente opção para ter maior clareza do que se quer profissionalmente e ingressar na universidade de forma mais acertada.

Se você vem considerando a busca por esse direcionamento para lhe ajudar nesse momento tão importante, entenda de que maneira esse teste pode ser útil para você.

teste vocacional.jpg

O que é um teste vocacional?

O teste vocacional é uma avaliação continuada de suas preferências, características e personalidade que pode indicar as profissões mais compatíveis com quem você é. Ele pode ser realizado por um psicólogo, coach ou especialista em orientação profissional que, por meio de testes e consultas voltadas para esse fim, pode ajudá-lo a entender qual o melhor caminho a seguir.

É claro que não é papel desse orientador lhe dizer para fazer o curso x ou y, mas sim garantir que você reflita e enxergue as próprias tendências e inclinações que poderão ser utilizadas profissionalmente a fim de obter uma vida mais feliz e próspera.

É importante ressaltar ainda que testes vocacionais de internet que oferecem respostas instantâneas e algumas perguntas, se respondidas de forma respondidas aleatória, têm pouca eficiência devido à superficialidade desses dispositivos.

Se realmente quiser se beneficiar dessa metodologia para fazer escolhas eficientes, esteja disposto a realizar um teste vocacional com quem realmente domina essa abordagem. No próximo tópico, você entenderá como isso é feito.

Como o teste vocacional é feito?

Conforme começamos a explicar, o teste vocacional não é algo feito uma única vez e de forma isolada. Não existe essa precipitação em encontrar as respostas e tudo é realizado com muita responsabilidade e sem pressa.

O motivo disso é que não existe "bola de cristal", ou seja, ninguém pode garantir se o curso escolhido realmente trará o sucesso almejado, já que isso dependerá de seu empenho, dedicação e compromisso com aquilo que faz. Além do mais, oscilações na economia e no próprio mercado também podem influenciar a sua trajetória profissional.

Portanto, o que o orientador faz é muito mais que simplesmente aplicar uma bateria de testes e logo em seguida lhe dizer para onde ir. Na verdade, esse processo envolve também diálogo e questionamentos que o farão entender melhor o porquê de determinadas escolhas e respostas que deu no teste.

Muitos profissionais e, até mesmo, especialistas passaram a criticar o teste vocacional justamente pela superficialidade e a forma errônea com a qual essa metodologia algumas vezes é aplicada. Além do mais, as pessoas são diferentes. Portanto, perguntas padronizadas e repetidas a um número variado de indivíduos obviamente não trará bons resultados.

Mais uma vez, procurar a ajuda certa para realizar o teste é a melhor forma de se beneficiar disso.

Por que o teste vocacional pode me ajudar?

O mercado profissional hoje é tão vasto e amplo que é totalmente compreensível que uma pessoa jovem, ainda sem muita experiência no mundo do trabalho, possa se sentir perdida em meio a tantas opções.

O avanço da tecnologia fez com que novas áreas do conhecimento se desenvolvessem. Surgiram novas atividades, que não existiam antes. Se nas gerações passadas a dúvida entre qual curso escolher ficava entre Direito ou Medicina, agora essas questões podem ir muito além desse dilema.

Além do mais, tudo tem mudado tão rápido que o que parecia atrativo há alguns anos já não tem o mesmo apelo agora. Todos esses fatores podem realmente gerar alguma confusão no momento de escolher qual faculdade fazer.

Dessa maneira, os principais benefícios que o teste vocacional pode trazer são:

  • desenvolvimento do autoconhecimento;
  • identificação das suas potencialidades;
  • reconhecimento de pontos fracos que podem ser melhorados;
  • conhecimento novas profissões e formas de atuação que ainda não foram consideradas;
  • entendimento, de forma mais clara, sobre como atuaria no mercado e a melhor maneira de fazer isso.

O bom profissional de orientação saberá ir além das possibilidades pensadas por você e apresentar alternativas que melhor se encaixam em seu perfil.

Vamos imaginar, por exemplo, que você gosta de escrever e conversar com pessoas, mas não suporta trabalhar dentro de um escritório. Talvez a profissão de jornalismo possa lhe cair bem, desde que esteja nas funções de repórter de rua ou mesmo de freelancer — que é uma modalidade cada vez mais comum em diversas áreas.

Ir além do óbvio é muito importante, já que o mercado atual mudou muito, se comparado ao de décadas atrás, e as ambições das empresas não são mais as mesmas.

E se eu errar na minha escolha?

Se você "errar" na sua escolha, tudo bem! Pelo menos terá sido de uma forma mais consciente, que certamente fará com que você faça melhor logo em seguida. Saiba que mudar de área é muito mais comum do que pensa. Se conversar com profissionais que já estão no mercado, verá que nem todos eles seguiram pelo caminho em que se graduaram.

Alguns, por exemplo, formaram-se em uma determinada área e depois, no momento de cursar uma pós-graduação, migraram para um outro campo do conhecimento. Existem até pessoas que possuem mais de uma graduação e atuam em trabalhos ligados à segunda formação que realizaram.

O teste vocacional vai justamente lhe dar as ferramentas necessárias para compreender o porquê de suas escolhas, aumentando a sua capacidade de entender melhor as suas indecisões e desistências, caso venham a acontecer.

O mundo de hoje oferece múltiplas possibilidades de atuação. Por isso, não se desespere caso mude de ideia. Só de ter passado por uma orientação profissional, você terá mais condições de ser mais eficiente em uma próxima vez.

Pense também que, nas gerações anteriores, muitas pessoas não ingressavam na faculdade tão cedo quanto agora e, portanto, é normal que as pessoas de mais idade possam ter dificuldades de entender as aflições dos jovens de hoje.

Se você gostou de saber como o teste vocacional funciona no momento de escolher qual faculdade fazer, assine a nossa newsletter agora mesmo. Temos sempre o melhor conteúdo para ajudá-lo nesse momento tão importante.

Manual: como escolher a melhor faculdade para você (e para o seu bolso!)Leia também: Qual carreira seguir? 7 fatores que vão ajudá-lo a escolher

Posts Relacionados

Você conhece a Educação Executiva?

Uma boa formação vai além da graduação e envolve o aprendizado contínuo. A pós-graduação é uma ótima opção para quem quer alcançar um nível a mais na capacitação profissional e se destacar no mercado de trabalho, pois possui cursos destinados aos profissionais já formados e que almejam especialização em temas específicos da área em que estão construindo uma carreira. 

3 atitudes que ajudam a preservar o meio ambiente

Dia 05 de junho é o dia mundial do meio ambiente e sabemos que a saúde do planeta e de todos os seres vivos que moram nele depende da preservação do mesmo. Devido ao elevado nível de consumo, por exemplo, são inúmeros os prejuízos ocasionando desequilíbrios ambientais, que muitas vezes são irreversíveis.

3 dicas de livros para estudantes de Pós-graduação em Odontologia

Procrastinar o hábito de ler é muito comum e também muito ruim, pois essas atitudes limitam demais o conhecimento e o tornam parcial. Decidimos trazer uma série de indicações de livros de acordo com cada área e assim te dar uma força na criação desse hábito.