MACROPROJETOS

Os projetos de pesquisa e desenvolvimento que estruturam o PPGEC dão suporte à produção de conhecimento (bibliográfica e técnica) do programa e de sua aproximação com a sociedade. Assim, atualmente, conta-se com 11 macroprojetos, 8 de pesquisa e 3 de extensão (destes, dois de pesquisa e extensão) divididos entre as três linhas de pesquisa, a saber:

ENSINO DE CIÊNCIAS - ABORDAGENS CONCEITUAIS

  • Relações Interdisciplinares no Ensino de Ciências e Matemática (Pesquisa)

A interdisciplinaridade como contraponto à fragmentação das disciplinas escolares vem sendo discutida por vários autores, principalmente por aqueles que pesquisam as teorias curriculares e as epistemologias pedagógicas. Novas formas de organização do conhecimento ou para um novo sistema de sua produção e difusão são prementes, principalmente durante o processo de formação educacional dos indivíduos. Desta forma, o objetivo deste projeto é desenvolver estratégias e recursos didáticos e metodologia inovadoras do ponto de vista pedagógico relacionadas à Educação em Ciências na escola básica, preferencialmente na escola pública, com alicerce interdisciplinar. Tais produções serão validadas como público-alvo e será medido o impacto de tais ações.


  • Docência: Identidade, práticas e profissão docente (Pesquisa)

A identidade do professor é o resultado de um processo complexo de construção social que pode ser descrita em um modo próprio de sentir-se professor, ao mesmo tempo que dá sentido à sua prática quotidiana. A preocupação com a identidade profissional do professor e a natureza do trabalho docente têm sido objeto de inúmeros estudos nas últimas décadas. Este projeto prevê a investigação do processo de construção identitária do professor, principalmente os que atuam na Baixada Fluminense, sua sensação de pertencimento e resiliência no contexto escolar, seus principais obstáculos epistemológicos para que se possa propor ações de intervenção, considerando que a identidade não é estática e imutável, ela se constrói a partir da significação social da profissão .


  • Processo de ensino-aprendizagem no Ensino de Ciências e Matemática (Pesquisa)

A contemporaneidade traz outras dimensões ao Ensino, nas quais os saberes devem conseguir conjugar sinergicamente a dimensão conceitual da aprendizagem com a dimensão formativa, cultural e socioemocional. O ensino das disciplinas científicas tem consequências específicas em vários elementos curriculares. Desta forma, aposta-se cada vez mais na convergência e diversidade de metodologias de ensino, no papel instrumental dos conteúdos curriculares e na ação dos estudantes em seu processo de aprendizagem. Este projeto prevê a análise e construção de estratégias didático-pedagógicas escolhidas pelo professor, para estimular a autonomia, a busca por informações e até mesmo a produção de conhecimento, por meio do acesso às novas tecnologias ou ao trabalho de grupo por parte dos alunos, incentivando a aprendizagem por confronto de posições individuais e cooperação dos pares.


  • Educação Matemática: aprendizagens e práticas (Pesquisa)

O projeto objetiva estabelecer uma rede de pesquisadores, na qual professores se colocam como autores de sua própria prática em parceria com a Secretaria Municipal de Educação de Duque de Caxias, sobre o ensino da matemática na perspectiva da construção de projetos de formação continuada específicos para professores da rede pública de ensino fundamental, bem como fomentar a realização de pesquisas colaborativas que possam contribuir para a formação e prática de professores.


ENSINO DE CIÊNCIAS – INOVAÇÕES TECNOLÓGICAS

  • Educação à Distância e Mídias no Ensino de Ciências (Pesquisa)

Considerando que o tempo e o espaço da sala de aula devem ser mais flexíveis e que o professor deve atuar de maneira menos informativa e mais gerenciadora, utilizando as possibilidades que as tecnologias interativas proporcionam, há uma possibilidade cada vez mais acentuada de estarmos todos presentes em muitos tempos e espaços diferentes. Assim, tanto professores quanto alunos poderão estar motivados, se entenderem a “aula” como pesquisa e intercâmbio. A criação de ambientes virtuais e o uso de diferentes mídias na educação geram um desafio a mais que é aprender a gerenciar o processo de aprendizagem com alunos conectados pela Internet, tanto na educação presencial como na educação a distância. O presente projeto tem como foco principal a proposta de revisão dos processos de organização, flexibilizar seus currículos, métodos e instrumentos para que seja possível que a comunidade escolar se adapte a novas situações, habilitando docentes e alunos no gerenciamento da aprendizagem com tecnologias telemáticas.


  • Produção de Materiais didáticos para o Ensino de Ciências e Matemática (Pesquisa)

Este projeto investiga a importância da produção de material didático no desenvolvimento profissional do professor, em sua prática e o impacto no ambiente educacional.


  • Tecnologias Digitais e Recursos Didáticos no Ensino de Ciências e Matemática (Pesquisa)

A inserção de ferramentas tecnológicas em sala de aula predispõe transformações no ambiente educacional, principalmente quando estão baseadas em metodologias fundamentadas pela dialogicidade e não mais unidirecionais. A convivência nos espaços híbridos multimodais da hiperconexão provoca mudanças nos modos de interagir, representar o pensamento, expressar emoções, produzir e compartilhar informações e conhecimentos, assim como aporta novos elementos à aprendizagem. O projeto prevê, a partir da análise contextual, a criação de metodologias ativas de produção de saber, contextos e culturas, acontecimentos do cotidiano e conhecimentos de distintas naturezas, permeados pelas tecnologia digitais de Informação e comunicação. A exploração dessas características e marcas demanda reconsiderar o currículo e as metodologias que colocam o aluno no centro do processo educativo e focam a aprendizagem ativa, abrindo limites espaciais e temporais da sala de aula e dos espaços formais de educação, integrando-os.


ENSINO DE CIÊNCIAS – RELAÇÕES SOCIAIS E CIDADANIA

  • Divulgação científica: ciência ao alcance da escola (Pesquisa e Extensão)

Para além de um portfólio on-line, é preciso que se invista de forma intensa em meios digitais para divulgação de informações. O presente projeto pretende propor dispositivos analógicos e digitais para disponibilização de informações acadêmico-científicas produzidas por pesquisadores, professores e alunos da UNIGRANRIO no formato audiovisual on-line para o público leigo e não leigo. Trata-se de uma pesquisa do tipo aplicada que abordará a caracterização do uso de diferentes mídias e espaços não-formais pelas Instituições Universitárias, o mapeamento de ações acadêmico-científicas desenvolvidas na UNIGRANRIO, Além disso, pretende roteirizar a produção de entrevistas com pesquisadores, professores e alunos envolvidos em projetos de pesquisa, bem como avaliar o impacto em relação ao público leigo atingido. Buscamos, assim, promover uma importante ferramenta de divulgação, acesso irrestrito a conteúdos e informação sobre a ciência, sua natureza e sua rotina de produção de conhecimento, além de avaliar o processo de popularização da ciência durante a formação inicial e continuada dos professores de ciências.


  • Formação de professores na contemporaneidade (Pesquisa e Extensão)

O objetivo deste projeto é identificar, analisar e propor ações de formação de professores nas suas dimensões, inicial e continuada, de forma permanente e atualizada. Entende por formação docente espaços de fala, de reflexão e de renovação de saberes para que o professor se renove, renove a sua prática, ressignifique seu repertório, a sala de aula, a partir de ações que o despertem para o novo. A partir de ações que envolvam universidade-museu-escola, o presente projeto se volta para a análise do impacto de estratégias na Formação de professores/mediadores reflexivos para atuarem em situações educacionais ampliadas em parcerias envolvendo escolas, museus de ciência e a universidade.


  • Relações sociais, diversidade, inclusão e o impacto no processo educacional (Pesquisa)

A relação entre desigualdades e diversidade tem ocupado um lugar de maior destaque no debate contemporâneo. Desta forma, o objetivo deste projeto é oferecer subsídios aos professores para auxiliá-los na condução de sua prática pedagógica inclusiva, ressignificando o pensar e o agir do professor e dos estudante frente ao processo de ensino e aprendizagem no contexto de uma escola aberta às diferenças, levando-os à prática da ação-reflexão-ação.


  • Entrelaçando a escola (Extensão)

O objetivo central deste projeto é a realização de ações concretas de aproximação Universidade-Escola, como Oficinas, Minicursos, Workshops, Rodas de Conversa de divulgação científica, Aplicação de Produtos Educacionais e Cursos de Verão, todos com enfoque interdisciplinar em escolas da Baixada Fluminense, envolvendo toda a comunidade escolar.

O macroprojeto “Entrelaçando a escola” norteou as ações de extensão do PPGEC em 2018 e, em 2019, contou com a participação de todos os docentes e discentes do programa. Seu objetivo principal foi a realização de atividades concretas de aproximação Universidade-Escola como: Oficinas, Minicursos, Workshops, Rodas de Conversa de divulgação científica e Divulgação de Produtos Educacionais, com enfoque interdisciplinar em escolas da Baixada Fluminense, envolvendo a comunidade escolar. As primeiras escolas a participarem foram a Escola Estadual José de Souza Herdy, situada no centro de Duque de Caxias, e o CIEP BRIZOLÃO MUNICIPALIZADO 120 MONTEIRO LOBATO, situado em Vila Santa Cruz, zona periférica de Duque de Caxias. Essas escolas passaram a ser “adotadas” pelo programa com um fluxo de comunicação próximo. Foi oferecido suporte aos professores e à direção durante todo ano nas demandas pedagógicas, além das ações previstas no projeto. Em ambas as escolas, docentes do PPGEC, em parceria com seus respectivos discentes, orientam alunos de Iniciação Científica Junior (Programa de Iniciação Científica – Jovens Talentos - para o Ensino Médio), que recebem bolsas (PIBIC-EM) do CNPq.

GRUPOS DE PESQUISA

  • O Ensino de Ciências: representações, contextos e sujeitos
Nome do líder: Andréa Velloso da Silveira Praça
Link: dgp.cnpq.br/dgp/espelhogrupo/2156903672634714

  • Formação Continuada de Professores de Ciências
Nome do líder: Giselle Faur de Castro Catarino
Link: dgp.cnpq.br/dgp/espelhogrupo/7260430745147040

  • Ensino e Aprendizagem de Ciências e Matemática na Educação Básica
Nome do líder: Eline das Flores Victer
Link: dgp.cnpq.br/dgp/espelhogrupo/7153597193166243

  • Grupo de Pesquisa em Matemática Discreta e Computacional
Nome do líder: Abel Rodolfo Garcia Lozano
Link: dgp.cnpq.br/dgp/espelhogrupo/2819536475807072

  • Grupo de Pesquisa Multicêntrico: o ensino de Ciências e as suas aplicações
Nome do líder: Giseli Capaci Rodrigues
Link: dgp.cnpq.br/dgp/espelhogrupo/1372421236094228